fbpx
Stackcup Copo ecológico empilhável

Como implementar um programa de sustentabilidade em sua cervejaria

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Como implementar um programa de sustentabilidade em sua cervejaria

 

 

O nosso artigo não é técnico, apenas introdutório aos primeiros passos para abraçar um programa de sustentabilidade.

 

Não tem para onde fugir, hoje em dia ter um programa de sustentabilidade dentro da sua empresa e também aproveitar a iniciativa como forma de marketing deixou de ser um diferencial, passando a ser obrigatório para as empresas que querem crescer em um mundo cada vez mais eco-friendly.

 

A sua cervejaria não está fora dessa.

 

Essa não é uma situação de autopromoção, é uma verdadeira obrigação: sustentabilidade a fim de tentar curar o planeta que nós aos poucos poluímos cada vez mais.

 

 Sendo assim, essa não é também somente uma necessidade do seu negócio. É uma necessidade sua como indivíduo que habita nesse planeta.

 

Agora, como implementar esses programas de sustentabilidade em sua cervejaria? Bem, continue por aqui e descubra mais.

 

COMO CERVEJARIAS PODEM SER MAIS SUSTENTÁVEIS

 

Você já deve ter observado que uma coisa é falar sobre sustentabilidade outra coisa é aplicar essas ações em seu negócio, seja ele qual for. Certo?

 

No Brasil esse fenômeno ainda está crescendo, contudo, ao redor do mundo são bem comuns os famosos “6 packs” cervejeiros, que utilizam anéis de plástico para segurar  as 6 latas de cerveja.

 

Esses anéis plásticos, por mais bem intencionados que sejam são uma grande fonte de poluição dos oceanos, já comprovado em alguns estudos, e quem paga o preço são os animais.

 

Os animais terminam morrendo por se prenderem ou mesmo comer essas estruturas longe de comestíveis e frágeis, ou de fácil decomposição

 

 

Hoje em dia, grandes companhias como a Heineken resolveram atacar o problema , com uma solução em crescente adoção.

 

Estão adorando um material feito de fibra biodegradável e que pode até ser consumido pelos animais sem nenhum malefício aos mesmos.

 

 

A Cervejaria Patagônia, por exemplo, uma gigante da Argentina, tem utilizado os bioprodutos derivados do processo de preparação de uma das bebidas alcoólicas favoritas de todo o mundo: a cerveja!

 

Bom, provavelmente a sua cervejaria não tem ainda esse problema, contudo, essa situação serve como um ótimo exemplo de como as cervejarias estão tentando diminuir o impacto dos resíduos produzidos por conta de seus produtos.

 

Mas e o que a sua cervejaria pode começar a fazer? Bem, vamos entrar nesse assunto agora mesmo.

 

 

ONDE IMPLEMENTAR SUSTENTABILIDADE

 

Dentro de uma cervejaria uma das principais etapas que podem-se utilizar abordagens ecologicamente responsáveis é na produção.

 

É no processo completo de produção onde identificamos as maiores origens de consumos onde existe um considerável impacto ambiental, como o consumo de agua, energia, orgânico (grãos desperdiçados) e embalagem.

 

EMBALAGEM

 

Um dos principais ativos a serem pensados é a embalagem. O vidro e o alumínio são incríveis amigos do meio ambiente, quando bem descartados, por isso todo aviso é pouco, de preferencia da embalagem e comunicação em geral.

 

Algumas cervejarias inclusive montam programas de retorno e reciclagem de garrafas, mas pensando em operações menores, basta garantir o descarte correto.

 

Outro aspecto da embalagem, para garantir um descarte eficiente e reciclável é evitar os rótulos adesivos que acabam por complicar e ate inviabilizar a reciclagem.

 

Uma boa comunicação, incentivando o descarte correto nos seus pontos de distribuição vale a pena.

 

Idealmente as operações de Chopp realmente são as com menor impacto possível, pois evitam a produção de dezenas de embalagens para o serviço e transporte, com a possibilidade de reutilizar os Kegs.

 

Ah sim, teriam os copos descartáveis para servir o chopp, o que a gente rejeita completamente, e o melhor aqui seria considerar copos ecológicos reutilizáveis, com a sua marca, garantindo uma operação financeiramente saudável, agregando valor a sua marca.

 

Não se preocupe, a intenção não é fazer você acabar com sua operação, apenas considerar e visualizar 😉

 

 

Acompanhe os números, essa é a melhor forma de gerenciar tudo o que entra e o que sai do seu estabelecimento.

OS DADOS GERADOS

 

Dizer para prestar atenção nos números do seu empreendimento, pode parecer banal, mas é algo vital, e quando bem feito pode sim diminuir o impacto ambiental, e financeiro, do mesmo.

 

Obviamente já deve fazer esse calculo, mas estudar profundamente os custos vs produtividade de cada elemento pode fazer a diferença. Principalmente pela capacidade de reutilização e aproveitamento de muitos.

 

Entender profundamente e mensurar esse consumo, de cada matéria-prima e componentes no processo produtivo comparativamente a produtividade, e sobras pode fazer a diferença.

 

Algumas dicas interessantes para melhor eficiência ambiental:

 

  • ENERGIA FOTOVOLTÁICA 

 

Sabemos que a energia tem um papel fundamental na produção de cerveja, e consideravelmente no impacto, tanto nas contas como no consumo ambiental. Por isso aplicar um sistema de captação de energia renovável é interessante ter em mente.

 

Sim é possível! A cervejaria mineira Koala San Brew, localizada no polo de Nova Lima, Minas Gerais, instalou em sua sede paines de energia fotovoltaica com objetivo de retornar 100% do seu consumo.

 

Gigantes como a AMBEV também já estão se mexendo. A enorme fabrica projetada em Uberlandia, MG, esta programada para ter 100% do seu consumo energético de origem renovável.

 

Como sabemos que existe um investimento, investigamos um caminho aqui para conferir,  aqui nesse link pode encaminhar o seu contato para calcular o tamanho do sistema que precisaria na sua propriedade e as parcelas do investimento.

 

 

 

  • REUTILIZAÇÃO DE ÁGUA

 

 

Bom esse é um recurso de abundância no Brasil, que poucos tomam conhecimento do tamanho da importância, exatamente por termos muita em nosso país.

 

Infelizmente esse recurso natural esta em escassez pelo mundo, e sendo dos principais recurso na agenda da sustentabilidade do meio ambiente global.

 

 Tudo indica apontando como sendo o próximo petróleo do mundo. Sim é verdade, por isso vale a atenção aqui neh?

 

Nesse sentido, sabemos que a água toma grande parte do processo da produtivo da cerveja, sendo comum em cervejarias caseiras um sistema de arrefecimento sem recirculação. O impacto acaba sendo enorme de água para resfriar o mosto.

 

Desde que seu sistema (Chiller, Bombas, mangueiras) sejam devidamente higienizados, essa água gerada no resfriamento continuara limpa após o uso.

 

Assim, o que pode ser feito é operacionalizar essa logística de guardar essa agua para uso não potáveis.

 

Outra ótima oportunidade de eficiência no uso são o uso de cisternas, sistemas de captação de água para reaproveitar. 

São incríveis oportunidades de reaproveitar o uso desse recurso, com algumas cisternas possuindo tecnologias de filtro tão avançadas que a agua pode ser aproveitada para consumo humano.

Cisterna como funciona

 

O investimento médio aqui é de R$ 850,00, e você pode orçar a sua opção por aqui, nesse portal

 

 

  • RECICLAGEM

 

 

Por sorte, as principais embalagens utilizadas no armazenamento de cerveja já são, por si só, recicláveis.

 

Sendo as latas de alumínio e garrafas de vidro as principais embalagens utilizadas hoje em dia já é um passo e tanto para ter um negócio o mais verde possível.

 

Um plano de reciclagem na sua cervejaria pode-se iniciar simplesmente com a implementação de lixeiras de coleta seletiva, e a parceria com alguma empresa local de coleta, pois sabemos que nem todas cidades tem o luxo de ter um sistema de coleta seletiva publico eficiente.

 

Pode consultar aqui o seu ponto de reciclagem mais próximo de você.

 

É muito importante a parte da conscientização nesse processo, principalmente internamente e na ponta do seus pontos de venda e consumidores. Sem comunicação e conscientização as lixeiras jamais serão usadas corretamente.

 

Ainda nesse ponto, não precisamos nem falar sobre os insumos orgânicos, como os grãos como o bagaço do malte, muitas vezes deixado para trás e descartados.

 

Esse resíduo é rico em açúcares e pode ser usado para receita de diversos alimentos, como pães, biscoitos, quibes e ate produtos com maior valor no mercado, como cookies. Pense bem 😉

 

 

  • PENSANDO NOS FORNECEDORES 

     

A sua empresa se preocupa com o meio ambiente, mas e os seus parceiros e fornecedores?

Sim eles também fazem parte da linha de produção e não adianta nada se o último estágio tem atitudes sustentáveis se o restante da cadeia não segue o mesmo exemplo.

 

Não é compulsório, mas sempre vale pensar nessa etapa.

 

Sendo assim, dê preferência sempre aqueles negócios que tem uma política de sustentabilidade, tenham produtos com foco na sustentabilidade, ou algum cuidado, e procuram otimizar sua linha de produção.

 

Claro, nem sempre isso é possível, contudo, em passos pequenos se alcançam grandes objetivos: um negócio completamente sustentável.

 

 

ECOLOGICAMENTE CORRETO NÃO É SINÔNIMO DE PERDER DINHEIRO

 

Ter um negócio ecologicamente consciente não é algo que irá diminuir os lucros da sua empresa. Isso já não é mais realidade.

 

Muito pelo contrário, pode ser algo capaz de gerar novas fontes de renda a exemplo do uso dos subprodutos biológicos para compostagem, que hoje já estão sendo revendidos como adubo para pequenas lojas de agricultura por exemplo. Ou os cookies 😉

 

Essa pauta, da sustentabilidade também é uma ótima forma para agregar valor a sua marca, não só por isso, mas cada vez mais o consumidor se identifica com marcas que pensam no impacto que tem no planeta e mundo.

 

O seu programa de sustentabilidade pode ser referencia local!

 

Fique atento, de olho nas oportunidades de diminuir desperdícios! Lembre-se sempre que estamos todos nesse mundo juntos.

Inscreva-se em nossa Newsletter

Fique por dentro das novidades, ofertas e oportunidades dentro do nosso universo

Compartilhe com os seus amigos

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin